O que conhecer em Nápoles

Assim que chegamos, buscamos no Google “o que fazer em Nápoles” e encontramos pouquíssimas respostas. Partimos desta cidade 2 meses depois cheios de lugares incríveis na bagagem e experiências maravilhosas na memória! Vai por mim: se vier à Itália, inclua Nápoles em seu roteiro, e você não irá se arrepender! E eu te ajudo aqui com algumas dicas do que conhecer/comer/fazer:

Centro Storico e Napoli Sotterranea (Centro Histórico e Nápoles Subterrânea)

As ruelinhas, prédios centenários com roupas estendidas nas janelas, lojinhas de souvenirs, cafés e pizzarias, contam um pouco da história da Neapolis (do grego, Nova Cidade) fundada pelos gregos há no século III a.C. Mas não conta tudo. É preciso ir mais a fundo para conhecê-la por completo, mais precisamente descendo 40 metros em seu subterrâneo! No início, o subterrâneo da cidade era explorado pelos gregos para a extração de  blocos de tufo, um tipo de rocha vulcânica, usados para construir a Nova Cidade. Assim, esvaziava-se embaixo para construir em cima. Muitas vezes, o oco do subsolo era usado, então, para enterrar os mortos.

Entrada da Piazza
Entrada da Piazza San Gaetano

Já no domínio do império romano, o espaço vazio embaixo da terra tornou-se uma complexa rede de aquedutos e cisternas, além de túneis para a fuga da realeza caso fosse necessário. Quando o sistema não mais podia satisfazer as necessidades de água da cidade que só crescia, o o aqueduto foi substituído por um mais modernos e o espaço foi então abandonado, até 1939. Durante a Segunda Guerra Mundial, a Napoli Sotterranea foi utilizada como abrigo anti-bombas, e abandonada e esquecida após o fim da guerra, até que grupos privados decidiram explorá-la, estudá-la, e abrí-la para visitação guiada. Uma verdadeira aula de história que atravessa os séculos!

Backstage do milenar teatro Greco-Romano
Backstage do milenar teatro Greco-Romano

Existem dois percursos: um da Napoli Sotterranea (na Piazza San Gaetano) e outro também muito interessante, chamado Galleria Borbonica (Vico Del Grottone, 4, próximo à Piazza Plebiscito). Os tours são guiados em Inglês e Italiano, e custam €10 cada.

Via Toledo

Do centro histórico é bem fácil chegar à Via Toledo, uma simpática rua de 1,2km, símbolo do comércio e da vida cultural de Napoli desde o século XVI. Caminhe da Piazza Dante até a Piazza Plebiscito, e pare no percurso na Pasticceria Leopoldo Infante para tomar um café dell nonno (uma espécie de frapuccino), provar um tarallo napoletano quentinho, direto do forno, e se deliciar com os maravilhosos nuvole, pãezinhos finos com recheio de creme ou nutella! Sem dúvidas, a melhor pasticceria (confeitaria) de Napoli! Junto à pasticceria fica a gelateria sob a mesma adminstração, chamada Casa Infante, dona dos melhores gelatos! Difícil vai ser escolher o sabor 😀

Caffè del Nonno
Caffè del Nonno
Tarallo Napoletano, biscoito salgado com amêmdoas e pimenta do reino.
Tarallo Napoletano, biscoito salgado com amêndoas e pimenta do reino.

Aproveite para entrar e conhecer a estação Toledo da Linha 1 do metrô! Em 2009, ela foi a vencedora do prêmio “Most innovative approach to station development”, superando outras 300 concorrentes e também foi eleita a mais bonita da Europa pelo jornal inglês The Daily Telegraph! Imperdível 🙂 A gente mostra ela nesse nosso vídeo aqui.

Ao chegar na Piazza Plebiscito (belíssima!), você pode escolher visitar a Galleria Borbonica (que citei acima, na rua lateral à praça) ou continuar caminhando até lungomare (beira-mar), ou fazer os dois 🙂 Mais adiante, está o Castel dell’Ovo (o mais antigo de Napoli, entrada gratuita – com uma vista linda da costa), e uma série de bares e restaurantes à beira-mar. Ali, a pizzaria mais famosa e de fato deliciosa chama-se Gino Sorbillo.

Piazza Plebiscito ao final da Via Toledo
Piazza Plebiscito ao final da Via Toledo
Passeio agradável em Lungomare
Passeio agradável em Lungomare
IMG_5667
De dentro do Castel Dell’Ovo

 

Parco Virgiliano e Posillipo

Seguindo mais adiante à beira-mar, você pode pegar um ônibus que vai até o Parco Virgiliano (ônibus C21, saindo do bairro Mergellina). O parque é pequeno mas super agradável, e a vista… sem palavras!

Vista do Parco Virgilliano
Vista do Parco Virgilliano

Pra voltar, pegue a rota 140 e desça na via Posillipo – e faça o percurso de volta à beira-mar a pé. Em um dia de sol, rende vistas incríveis do vulcão Vesúvio e de Napoli.

Vista da Via Posillipo
Vista da Via Posillipo

No mapa, a rota que começa no Centro Histórico e vai até o Posillipo é essa:

Se for fazer este percurso em 1 só dia, esteja preparado para caminhar bastante.
Se for fazer este percurso em 1 só dia, esteja preparado para caminhar bastante.

 

Parco di Capodimonte

Falando em parque, este também é uma ótima opção para correr, caminhar, fazer exercício físico, piquenique ou apenas relaxar 🙂 O Parco di Capodimonte compreende 1,24 km² de muito verde dentro da cidade! Sugiro que você leve uma canga para estender na grama e aproveitar um dia de sol.

Parco Capodimonte
Parco di Capodimonte
Ótimo pra respirar um pouco de verde!
Ótimo pra respirar um pouco de verde!

 

Catacombe di San Gennaro, San Gaudioso e Cimitero delle Fontanelle

De longe, a experiência mais inusitada em Napoli. Um tanto mórbido, mas imperdível! Diferente de tudo que já conhecemos, os dois primeiros são antigos cemitérios subterrâneos, milenares, e interessantíssimos do ponto de vista histórico. A visita guiada na Catacombe di San Gennaro (próximo ao Parco di Capodimonte) custa €8, e o mesmo ticket te dá acesso a Catacombe di San Gaudioso (no subterrâneo da basílica Santa Maria dell Sanità). Já o Cimitero delle Fontanelle é ainda um cemitério, porém super inusitado. Nesse vídeo aqui eu mostro mais sobre ele. Ah, e a entrada é gratuita!

Catacomba di San Gennaro
Catacombe di San Gennaro
Cimitero delle Fontanelle
Cimitero delle Fontanelle

 

Vomero e Castel Sant’Elmo

Inicie pela Piazza Vanvitelli (Estação Vanvitelli da Linha 1 do metrô) e passeie por Vomero, um bairro mais novo, em uma colina, super organizado, limpo e que quase não parece ser Napoli – haha (pra ficar claro, eu amo o caos do centro de Napoli também, viu?!). Mas basta você ver novamente a gelateria Casa Infante pra lembrar “que sorte” estar em Napoli. Há quem prefira os gelatos da Fantasia Gelati – logo do outro lado da praça – que são sim, muito deliciosos. Ao entardecer, siga a partir da praça – de escadas rolantes – até o Castel Sant’Elmo (€5) para uma vista sensacional do pôr do sol.

Pôr do sol no Castel Sant'Elmo
Pôr do sol no Castel Sant’Elmo
Vista do Vesúvio a partir do Castel Sant'Elmo
Vista do Vesúvio a partir do Castel Sant’Elmo
Passeando por Vomero
Passeando por Vomero

Pra terminar esse dia incrível, sugiro jantar em uma lanchonete a uma curta caminhada da Piazza Vanvitelli. O GiòGiò e Carmen Paninoteca e Crostoneria é uma lanchonete estilo caseira, pequenininha mas… tem o melhor sanduíche (inclusive hambúrguer vegetariano) da vida! O melhor é que eles permitem que você adapte e adicione o que quiser ao sanduíche (por exemplo, montamos o nosso próprio vegetariano), e o preço é inacreditável de barato. Nossa dica é: peça o tipo de sanduba crostone – que é um pão caseiro maravilhoso e especialidade da casa.

 

Crostone de hambúguer vegetariano com adicional de beringelas refogadas, cebola caramelizadas e queijo provola
Crostone de hambúguer vegetariano com adicional de beringelas marinadas, cebola caramelizada e queijo provola
IMG_5432
GiòGiò e Carmen Paninoteca e Crostoneria

 

Partida do Napoli no estádio San Paolo

Aproveite um dia de jogo do Napoli para ver a torcida napoletana vibrar no estádio San Paolo. O ingresso custou €14, mas eu gostei de assistir mais a torcida que o próprio jogo (apesar de ter sido um bonito 3×1 pro Napoli 🙂 )

Como bons napoletanos, torcendo pro Napoli!
Como bons napoletanos, torcendo pro Napoli!

 

Próximo à Napoli

Se você tiver mais tempo na Campania (região de Napoli), vale a pena ainda visitar os escavos arqueológicos de Pompeia (que detalho aqui) e de Ercolano, passar uns 2 dias conhecendo a Costa Amalfitana (que também detalho aqui) e fazer um bate-volta a Reggio di Caserta. Reggio di Caserta fica a 50 minutos de trem de Napoli e é um palácio real em Caserta de 1774, com um maravilhoso parque de 3 km de comprimento (€12).

Reggio di Caserta
Reggio di Caserta
Por dentro do palácio
Por dentro do palácio
3 km de jardim real
3 km de jardim real

Outra atração são os vulcões Solfatara e Vesúvio. O primeiro é bem pertinho, descendo na estação Pozzuoli da Linha 2, e você pode entrar na cratera (€7). Já o Vesúvio é bem maior e não é possível entrar na cratera, mas você pode subir até a boca do vulcão! Para chegar lá, pegamos um trem até Ercolano, e depois um ônibus até o Vesúvio (transporte + entrada €20). A vista de lá de cima é sensacional.

Vulcano Solfatara
Vulcano Solfatara
Vesuvio
Vulcano Vesuvio

 

Pizzaaaa!

E pra quê melhor do que terminar essa postagem em Pizza? Na nossa pesquisa minuciosa e cuidadosa :D, provando todas as pizzarias possíveis, o ranking das melhores pizzas foram: L’Antica Pizzeria da Michele (citada no bestseller Comer, Rezar e Amar), Pizzeria Pellone (Via Nazionale 93 – bem próxima à estação Napoli Centrale), Di Matteo (No centro histórico, Via dei Tribunale 94), e Sorbillo Lievito Madre al Mare (Via Partenope 1, lungomare).

 

L'Antica Pizzeria da Michele: melhor pizza, menor preço :D
L’Antica Pizzeria da Michele: melhor pizza, menor preço 😀

 

Uma última dica

No primeiro domingo de cada mês, os museus e castelos (e até Ercolano e Pompeia) têm entrada gratuita! Boa viagem!

 

 

 

Anúncios

3 comentários em “O que conhecer em Nápoles”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s