Verona dos apaixonados

A maior história de amor de todos os tempos teve como palco a cidade de Verona. Seria isso por acaso?

Ao contrário do que se pode pensar, Romeu e Julieta não viveram em Verona (porque na verdade eles nunca foram de carne e osso). Nem o seu autor original, o poeta e bispo italiano Matteo Bandello, muito menos o tradutor do poema pro inglês, Arthur Brooke. E nem Willian Shakespeare, quem ficou mundialmente famoso como o autor do casal de apaixonados.

Sim, se você ficou surpreso como eu, me dê a mão. A trágédia de Romeu e Julieta não saiu da cabecinha brilhante de Shakerpeare, embora ele tenha adaptado o poema original e dado vida, característica e emoção aos personagens com sua interpretação e escrita – sendo ele o responsável pela imortalidade dos amantes inconsequentes. Cavei essas informações em alguns poucos sites disponíveis, quando quis vasculhar o porquê de Shakerpeare escrever uma história baseada em Verona – será que ele teria conhecido e se apaixonado pela cidade a ponto de querer escrever o enredo ali?

Bem, ao que parece, não. Mas aposto que Shakespeare tenha ou teria sido um amante de Verona. Talvez o tal do Bandello tenha tido suas razões também, afinal, não tem quem não se encante com ela.

Pra começar, seja coincidência ou não, o centro histórico e turístico da cidade forma no mapa um coração. Ok, meio torto, mas não sejamos insensíveis. Em segundo lugar, é muito fácil e agradável caminhar por ela.

verona_mappa
Será que só os apaixonados veem um coração no mapa?
Inicie o trajeto pela Arena, uma construção do séc I d.C situada na simpática Piazza Bra. A construção histórica não é apenas um rostinho bonito não – até hoje ela recebe espetáculos líricos, e será palco em maio de 2016 pra turnê internacional da cantora Adele.

(chorem comigo)

A Arena recebe grandes espetáculos até hoje

Ok, engole o choro que vamos entrar na mais badalada rua de Verona, a Via Mazzini, cheia de lojas e cafés, que nos leva até a Via Capello, onde fica a casa da Julieta, ou Giulietta, em italiano.

Já nas paredes que dão acesso a casa, palavras de amor e nomes em corações são escritos uns sobre os outros, com tinta, caneta, corretivo, rímel e o que quer que os turistas encontrem na bolsa pra registrar o amor. Nos tijolos mais adiante, perto da entrada da casa, vale também cartas enfiadas nos buracos entre um tijolo e outro, ou coladas com chiclete. Ao lado, uma placa pede “favor não sujar o muro”. Mas o amor… Ah amor bandido…

  
 

Nomes e amores sobrepostos na parede do amor
 

Cartas para Juju

Uma grade apresenta dezenas de cadeados coloridos trancados, selando o amor de pessoas pelo mundo. Ao lado, está a estátua de Julieta. Dizem que é preciso tirar foto com ela pegando em um de seus seios pra ter sorte. Porquê no seio, eu não sei – é cada uma que inventam!

Cadeados viraram símbolo do amor, e aqui não é diferente né?

Leco encontrou uma frestinha na dobra da parede pra gente não ficar de fora ❤

Para entrar na casa, paga-se €6. Dentro é um museu com roupas e mobílias antigas, da época do romance. E claro, o balcão, onde na fantasia os protagonistas teriam trocado suas juras de amor.

Julieta! Jogue suas tranças?!?

A poucos passos da casa está a Piazza delle Erbe, antigo foro romano. Grande, bonita, com restaurantes e quitandas de comida e souvenir. Ao lado, a Piazza dei Signori também enorme mas menos movimentada, expõe a estátua de Dante e abriga a administração oficial e a prefeitura. Mais a frente, a igreja de S. Maria Antica – sabe que igreja na Italia não falta, né? Depois dela tem a Duomo di Verona (catedral).

Piazza delle Erbe

Mas a melhor parte vem quando a gente encontra a Ponte Pietra, que atravessa o rio Adige, e você pode ter uma “vista de pintura de quadro” como esta:

Dispensa palavras

Depois da ponte, suba umas escadas que ficam quase em frente, ao atravessar a rua. São muitos degraus, que te levam até o topo de uma colina, de onde se tem uma vista incrível da cidade toda.

Pode subir que vale a pena!
  

Ahhh, Verona ❤

É ou não é uma cidade que inspira romance? Bem, eu particularmente acredito que diversas cidades italianas sejam perfeitas para o enredo de uma história de amor. Mas não vamos tirar os créditos de Verona: ela é uma das mais apaixonantes.

Anúncios

3 comentários em “Verona dos apaixonados”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s