Gênova, prazer conhecê-la 

Tudo que eu sabia era que Gênova era a cidade natal de Cristóvão Colombo. Ah, mas ela é muito mais!

Sempre aprendemos que criar expectativas sobre algo ou alguém pode ser frustante. E o oposto também é verdadeiro: não ter nenhuma expectativa pode gerar experiências surpreendentes e maravilhosas.

E assim fomos nós pra Gênova, uma cidade muito pouco falada nos sites e blogs de viagem. Como ela estava no meio do caminho entre Pisa e Milão, seria uma boa fazer uma pausa ali, apenas isso. O que li sobre ela é que é uma cidade fundada há mais 2500 anos, muito importante por seu porto, o qual disputa com Marselha, na França, o posto de melhor porto do mar Mediterrâneo. O porto, aliás, tem uma longa história de guerra e de comércio, e foi a partir dele que Cristóvão Colombo começou suas navegações pelo mundo.

 

“Casa di Colombo”

Muito além de sua importância histórica e atual, nós nos surpreendemos e amamos o porto de Gênova por sua ampla calçada, pela vista que ele tem das casas nas colinas e pelo sol que se põe bem dourado sobre elas, pelas pessoas andando de skate, correndo, levando os cães pra passear, pelos bares, restaurantes e gelaterias que ele abriga. Apesar de ser inverno, o porto era vivo como pouco se vê por aqui durante essa estação.

Pôr do sol no porto

 E além do porto, a cidade é graciosamente agradável, sabendo dosar muito bem o antigo e o novo, as ruas estreitíssimas e as avenidas largas, a calma e a agitação, a cidade pequena com um toque de cidade grande. São incontáveis pequenas praças, como clareiras que se abrem entre os prédios antigos, onde à noite espalham-se mesas para uma boa conversa acompanhada de um café ou uma cerveja. 


Foi em Gênova que nos deliciamos com a tradicional Focaccia, o pão mais gostoso que já comi até hoje, e com o molho pesto genovês, que inclusive casava perfeitamente bem com a Focaccia. O molho pode ser encontrado em qualquer lugar, inclusive nos supermercados, nas versões ‘com alho’ ou ‘sem alho’ – mas alho é vida, e molho pesto não seria vida sem alho.

Molho pesto genovês. Com alho, por favor!

 Por tudo isso, Gênova foi uma agradável surpresa que entrou pra lista dos destinos favoritos na Italia. Chegamos sem expectativas, e saímos cheios de boas lembranças.

Anúncios

Uma consideração sobre “Gênova, prazer conhecê-la ”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s