Vou te contar uma história 

Pompeia, há 30 minutos de Napoli, guarda uma história triste, porém impressionante. Tudo começou em 79 d.C.

Era por volta da 1h da tarde, 24 de agosto de 79 d.C. Os habitantes de Pompeia,  cidade aos pés do vulcão Vesúvio, considerado inativo há cerca de 8 séculos, estavam possivelmente preparando o almoço, entre idas e vindas ao comércio, e as crianças talvez brincassem nas ruas aproveitando os últimos minutos antes de serem chamadas pra dentro, para comer. De repente, os pratos já sendo postos começam a tilintar contra as mesas, e um tremor é sentido por de baixo dos pés. Após o terremoto, vem uma explosão. Depois outra, e mais outra: o Vesúvio acordava de seu longo sono.

As pessoas nas ruas passaram a correr a procura de abrigo dos detritos lançados pelo vulcão. O volume de detritos era tão grande que os telhados de algumas casas cederam, resultando em feridos e mortos. Em pânico, a população de Pompeia foge para onde é possível estar seguro da chuva de pedras.

 

O teatro das escavações de Pompeia

A noite chega, e com ela o vulcão cai no sono. A tranquilidade volta a pairar no céu, e os habitantes da cidade retornam para suas casas. Na aurora do dia seguinte, porém, quando a cidade ainda dorme, uma coluna negra de 15km de altura de gás, cinzas e fragmentos vulcânicos, desce do vulcão em direção a Pompeia e cidades vizinhas, pegando de surpresa as pessoas que mal acordavam, consumindo tudo e todos que encontrava pela frente. A estimativa é que 16 mil pessoas tenham morrido asfixiadas, soterradas e petrificadas.

 

Corpos petrificados são preservados até hoje

——-

Construo esta história na minha mente enquanto caminho pelo cidade arquológica de Pompeia. Quase 2 mil anos se passaram, e ainda é possível caminhar pelas ruínas encontradas muito tempo depois do ocorrido, em 1748. Estudiosos dizem que a preservação da cidade inteira foi devido a toneladas de material vulcânico que a encobriram por tanto tempo…Paro e reflito no paradoxo: aquilo que a destruiu, a preservou até hoje.

 

Ruínas da então Basílica da cidade antiga

Mais:

Como chegar? De Napoli Centrale, pegue a linha de trem Circumvesuviana para Pompeia. O bilhete custa €2,60 e a viagem leva cerca de 30 minutos.

Ao sair da estação em Pompeia, atravesse a rua e caminhe poucos metros para a direita até a entrada da cidade arqueológica. O ingresso custa €11.

Dica: A cidade é enorme, e caminhar por ela leva cerca de 3 a 4 horas. Por isso, vá com um calçado confortável e leve um snack na mochila.

Anúncios

5 opiniões sobre “Vou te contar uma história ”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s